das presidenciais

PSLComungo, na íntegra, do editorial que Luís Osório escreve no jornal i.

«Há pessoas que têm a tendência para o abismo. Gente que está muito bem e depois faz coisas totalmente ilógicas que deitam a sua vida a perder. E há outros, como Marcelo, que, de tão brilhantes e geniais, parecem tolhidos e não conseguem dar o passo por terem medo de falhar, de não estar à altura, de perder. É o problema de vários alunos brilhantes: são tão perfeitos que não aguentam não ser os melhores, não aguentam falhar. Um psicanalista explicará melhor do que eu. Nesse sentido, Santana Lopes é o melhor candidato da direita. Não tem medo de ir a jogo e será Presidente da República se Guterres não avançar. Não deixa de ser irónico e um ajuste de contas com o passado. E, detalhe delicioso, esteve no aniversário de Mário Soares e ficou à sua mesa. Vale o que vale. Mas, na política, o “vale o que vale” já inventou vencedores e fez tombar cabeças imaculadas.»

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.