um motim em évora

josé sócratesVolto a usar a frase de George Orwell «Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.», aplicando-a uma vez mais a José Sócrates, agora na sua condição de preso preventivo.

Ao que parece, o senhor “engenheiro” tem vindo a usufruir de determinadas regalias dentro do estabelecimento prisional, nomeadamente «o número de visitas, os dias estabelecidos para as mesmas e até a permissão do uso de botas de cano alto».

Segundo o presidente do Sindicato Nacional do Corpo de Guarda Prisionais, «a tensão está a aumentar na cadeia e receamos que os restantes reclusos passem das palavras aos atos».

Querem ver que ainda vamos ter um motim em Évora?

Anúncios

um exemplo a seguir

263609-cristiano-ronaldo«Cristiano não precisaria de ganhar esta terceira Bola de Ouro para ser já o melhor jogador português de todos os tempos. Como afirmou na cerimónia de Zurique, o objectivo é ser o melhor de sempre. Disse-o em português, o que só o enobrece. Outros, em igualdade de circunstâncias, preferiram falar em inglês. Felizmente, Cristiano optou pela língua portuguesa, que é, de tudo o que nos fez únicos, o que se mantém a nossa maior riqueza.

Cristiano corporiza muito do que não somos. Como José Mourinho, Paula Rego, António Horta Osório, Durão Barroso ou Joana Vasconcelos. Estes nomes, sem qualquer juízo positivo ou negativo acerca do que fazem ou pensam, afrontam todos os dias a imagem de um Portugal fatalista, deprimido, cauteloso, bem-comportado, temente a Deus e subserviente aos poderosos. É um símbolo de uma geração que não se importa com o confronto com o mundo, que acredita na superação, que prefere o copo meio cheio ao meio vazio, que prefere ganhar a não perder, que arrisca, que não tem medo de ser detestado.» (daqui)