500.000.000,00€

220px-Zeinalbava_oi«Desde 2004 que havia autonomia da área financeira para aplicar excedentes de tesouraria, sem autorização prévia da comissão executiva, mas essas operações tinham de ser aprovadas por um destes três: o presidente executivo, o administrador financeiro e o diretor financeiro. Apesar de a comissão executiva a que presidiu ter aprovado os quadros dos investimentos de 500 milhões de euros na Espírito Santo Internacional, Bava não se lembra em concreto das operações. O investimento na Rioforte em 2014 resultou da renovação desta aplicação.» (daqui)

Quinhentos milhões de euros (500.000.000,00€) não são 5 euros que se gastam num maço de tabaco e que, passada meia-hora, já nem nos lembramos que os tínhamos.

Quinhentos milhões de euros é muito dinheiro para que uma pessoa se possa esquecer de quem autorizou a sua aplicação num investimento. Principalmente, quando esse investimento deu para o torto!!!

Anúncios