livros que vou lendo (4)

“A História da PIDE”, de Irene Flunser Pimentel Sinopse: «Criada em 1945, a partir da Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE, 1933-1945), a Polícia Internacional de Defesa do Estado (PIDE), que mudaria de nome para Direcção-Geral de Segurança (DGS) em 1969, foi a polícia política do regime ditatorial que vigorou em Portugal até … Continuar a ler livros que vou lendo (4)

Anúncios

ainda a greve na tap

Uma carta aberta, escrita por Diogo Faro e publicada na coluna "Sensivelmente Idiota" do jornal Sol, e a qual subscrevo na íntegra. «Faltei ao casting, não vi o meu filho nascer nem o meu avô fazer anos. Demorei mais dias a ir cuidar da minha mãe, fiquei muito menos tempo no Brasil, cancelei concertos e … Continuar a ler ainda a greve na tap

reestruturar a dívida pública

«Há quinze dias, em Lisboa, o agora famoso economista francês Thomas Piketty, um homem de esquerda que conversou uma hora com A. Costa, afirmou ao Público: “As dívidas da Grécia, Portugal e Itália vão ter de ser reestruturadas. É tão simples quanto isso”. Acontece que a dívida da Grécia foi parcialmente reestruturada em 2012, com … Continuar a ler reestruturar a dívida pública

sondagens eleitorais

A propósito das eleições no Reino Unido, das sondagens eleitorais e dos resultados definitivos, uma dúvida: podemos considerar as sondagens eleitorais um dos derrotados (a par dos partidos perdedores) uma vez que falharam rotundamente nas previsões ou, pelo contrário, considerá-las como decisivas pela influência que tiveram no sentido de voto dos eleitores britânicos?