quem responderá?

universidade-lusofona«Mas os escândalos ganharam outros contornos com as notícias sobre um político que chegou a primeiro-ministro e teve a facilidade de fazer o curso durante o fim-de-semana, ou de outro político, que também chegou a ministro, e teve a oportunidade de apresentar créditos, leia-se currículo, como equivalência para várias disciplinas.

Isto é: passou sem fazer as cadeiras. Com os novos dados apresentados esta semana – refira-se que toda a comunicação social cumpriu o embargo combinado entre os seus pares até à meia-noite de terça-feira –, a Universidade Lusófona fica em muito maus lençóis. O i apurou que Nuno Crato, ministro da Educação, pondera fechar a universidade, mas só quer lançar a bomba atómica em última instância. Mais uma vez se pergunta: quem responderá pela vida profissional de todos aqueles que serão prejudicados por estas trapalhadas de reitores e quejandos?» (daqui)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.