“notícias”

«Com o aproximar das eleições de 4 de Outubro, os partidos começam a jogar forte e a utilizar todos os meios de que dispõem para atingirem os adversários. Daqui para a frente, não faltarão histórias incriminando este ou aquele do partido A ou B, tudo sob o manto do anonimato. Se os jornalistas devem estar sempre atentos às informações que lhes chegam às mãos, investigando a veracidade das mesmas, em período eleitoral a “vigilância” deve ser redobrada.

(…)

Daqui até 4 de Outubro não faltarão notícias “postadas” em facebooks e fornecidas aos meios de comunicação social apenas com o objectivo de “deixar na lama” um adversário político. Afinal, as diferentes seitas defendem os seus interesses e não olham a meios para atingirem os seus fins.» (daqui)