palavra de socialista

antonio_galamba_3«A oportunidade de António Costa concretizar o seu primeiro compromisso com os militantes e simpatizantes socialistas: a conquista da maioria absoluta. Fundamental para o País se livrar da Direita, com estabilidade e foco na criação de emprego. Depois do quadro macroeconómico, do programa eleitoral e da escolha dos protagonistas, em que se proclamou a salvaguarda da divergência no grupo parlamentar mas excluiu-se quem pensa diferente, António Costa condescendeu com a sucessão de tiros nos pés à volta dos cartazes, com a escolha de bodes expiatórios para camuflar a falta de comando político e a incompetência pura. “Aselhices”, nas palavras de António Costa, com graves danos na afirmação do PS como alternativa. Não perceber o papel das redes sociais, ignorar as mensagens subliminares que vão ganhando espaço na perceção das pessoas e deixar sem resposta as ideias que os adversários vão instalando, como se de autocolantes apostos no PS se tratassem, é não compreender a política, como ela se faz em 2015. É estranho para quem tem tanta experiência política.» (daqui)

Anúncios