a oligarquia*

«(...) a oligarquia política é dona do país, e a democracia é o regime através do qual o povo é convidado a reconhecer esse senhorio. Ora, é difícil imaginar oligarca mais fácil de identificar do que António Costa. Costa cresceu ao colo do regime. Não houve dirigente do PS nos últimos trinta anos que não … Continuar a ler a oligarquia*

quem todos quer convencer, acaba por não convencer nenhum

«António Costa acabou por ser vítima da síndrome lisboeta, tomou a corte da capital (circuito fechado de políticos, jornalistas e comentadores) como representando todo o país e caiu na armadilha. Avançou, chiquérrimo, com uma pasta bonita, cheia de propostas, carregada de números. E, no entanto, o povo, pelo país fora, só lhe pedia uma ideia. … Continuar a ler quem todos quer convencer, acaba por não convencer nenhum

o país das televisões e o outro

«O País que sabe que os experimentalismos económicos e sociais propostos pelo PS e pela Esquerda jamais seriam inócuos e que não quer fazer perigar resultados adquiridos. O País que não aguenta o risco da instabilidade política e da inviabilidade das soluções governativas. O País que recusa entregar os seus destinos a uma frente unitária … Continuar a ler o país das televisões e o outro

promete tudo e o seu contrário

«No afã de agradar a todos, ele [António Costa] tem sido tudo e o seu contrário. Vai virar a página da austeridade, mas esconde os cortes de 1000 milhões nas pensões sociais não contributivas. Tanto aplaude as vitórias do Syriza como se apressa a condenar a “estratégia tonta” de Tsipras. Ora garante aos chineses que … Continuar a ler promete tudo e o seu contrário