os simples

joão pereira coutinho«Com as sondagens a enterrarem António Costa, já se procuram cabeças. Há para todos os gostos: o radicalismo de Costa; o despesismo de Centeno; a sombra de Sócrates; pessoalmente, a ingratidão de Seguro (nem uma palavrinha de apoio, Tozé?). Mas todos sabemos que os verdadeiros culpados são os ‘portugueses simples’, de que falava Passos, e que lamentavelmente não vivem em Lisboa.

Espalhados por essa coisa chamada Portugal, que vêem os simples? À esquerda, o abismo: um cenário grego, em que os bancos ficariam à míngua e a saída do euro seria uma possibilidade. No PS, encontram a mesma tralha que faliu o país em 2011 e que os obrigou a comer o pão que o diabo amassou. No meio deste horror, sobra uma coligação que já espremeu o que havia para espremer – e que começa a mostrar umas folgas no cinto. Sem entusiasmo e com resignação, os simples têm uma ideia simples: isto está mal, mas com outros pode ficar pior.» (daqui)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.