o mal de uns e o bem de outros

Pela segunda vez, a oposição na Câmara Municipal de Santarém rejeitou a proposta apresentada para a construção de um forno crematório no actual cemitério. Os argumentos apresentados são conhecidos mas não deixam de estranhar.

Todos sabem das dificuldades financeiras que o Município de Santarém tem atravessado nos últimos tempos, bem como do esforço hercúleo que o actual presidente e a sua equipa têm feito para tentar equilibrar as contas municipais. A construção de um forno crematório nas condições propostas (custos suportados por um parceiro privado que ainda pagaria uma renda ao município) ajudaria, em muito, nesse esforço.

No entanto, a oposição socialista e comunista insiste que o melhor seria mesmo a construção do forno crematório juntamente com  um cemitério também ele novo! E com uma estimativa de custos três vezes superior à da proposta chumbada a ser suportada, na íntegra, pelos depauperados cofres da autarquia.

Como o óptimo é inimigo do bom e do mal de uns resultará sempre o bem de outros, aproveita Almeirim que, desta forma, tem tudo para ser o primeiro município da Lezíria do Tejo a possuir um forno crematório.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.