livros que vou lendo (19)

de mal a pior

“De Mal A Pior”, de Vasco Pulido Valente

Sinopse:

«Vasco Pulido Valente é, de longe, o colunista mais influente do país – escreve sobre políticos e sobre partidos; sobre economia e sobre empresários; sobre pequena e grande corrupção; sobre terrorismo e sobre religião; sobre desporto, jornalismo, educação e costumes. E é o colunista mais influente do país há muito tempo. Nas crónicas reunidas em De Mal a Pior, escreve sobre inúmeros primeiros-ministros, sobre vários presidentes da República, sobre três papas. Escreve também sobre si próprio. Vasco Pulido Valente recusa aceitar mansamente a forma como o Estado pretende mandar na vida de todos, proibindo o tabaco, combatendo a comida pouco saudável ou forçando cada pessoa a zelar pelo seu corpo, quer queira quer não. Ao constatar que, na sociedade actual, o “indivíduo morreu”, protesta e lamenta: “Não fui feito para isto.”

Nada que deva espantar muito. Num outro livro de crónicas, Vasco Pulido Valente já tinha avisado: “Eu sempre fui assim.”»

Anúncios