o regresso das grandiosas obras públicas

josé gomes ferreira«A doutrina oficial vai pregando que os 700 milhões de euros (700 milhões, coisa pouca!) que o novo Terminal de Contentores do Barreiro vai custar, vão ser pagos pelos investidores privados.

Todos sabemos que não é verdade. Entre financiamentos públicos e garantias de Estado, quem vai pagar é o contribuinte português. Depois, os privados poderão ficar a gerir e a arrecadar os lucros, enquanto o negócio der (o que não é garantido). Se o negócio deixar de dar, vão-se embora e nós ficamos com mais uma PPP às costas.

Foi assim até agora com as PPP rodoviárias, com os terminais multi – modais, com as plataformas logísticas, com o Aeroporto de Beja. Que razão haverá para não voltar a ser assim? Nenhuma…» (daqui)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.