aproveitamento político

«O mistério do aproveitamento político dos mortos de Pedrogão é tão mais espantoso quanto as mesmas pessoas que agora consideram ser aproveitamento político querer saber quantos e porquê morreram em Pedrogão, levaram o período entre 2011 e 2015 a denunciar os mortos da austeridade. Eram as pessoas que morriam com fome, os que se suicidavam, … Continuar a ler aproveitamento político

Anúncios

um “não” decente

«Dizer isto não é isentar de erros Carlos Costa, Cavaco Silva, Maria Luís Albuquerque ou o próprio Passos Coelho. Uma resolução como a do BES é de tal forma complexa, e teve de ser executada com tal rapidez, que muitos erros terão sido cometidos. Além disso, não restam hoje quaisquer dúvidas de que o Banco … Continuar a ler um “não” decente

“donos ideológicos disto tudo”

«Já há vários anos que os “donos ideológicos disto tudo” têm conseguido catequizar o povo. Ao longo do tempo, através de um sistema de rega gota-a-gota, conseguiram doutrinar as massas, e os seus clichés ideológicos foram aceites como dogmas de fé. Infiltraram-se no Estado, mais precisamente nos capilares do Ministério da Educação e da Saúde, … Continuar a ler “donos ideológicos disto tudo”

os “influentes” e os “caciques”

«A retórica anti-partidos, que se ouve desde o século XIX, ajuda os cidadãos a desinteressarem-se mantendo uma boa consciência. Fica a velha dúvida: os cidadãos não querem saber de política porque a política é assim, ou a política é assim porque os cidadãos não querem saber de política? É nesse contexto que “todos já sabemos” … Continuar a ler os “influentes” e os “caciques”

dois pesos e duas medidas

«Pode alguém com prestígio e reconhecimento social falar enquanto cidadão, sem que as suas declarações sejam extrapoladas para a sua actividade profissional? Em Portugal, depende. A Gentil Martins, que é médico mas não ocupa cargo institucional de representação da sua classe, não foi concedido esse estatuto de falar enquanto cidadão e de expor a sua … Continuar a ler dois pesos e duas medidas