“calam-se as vozes”

xanana-gusmao1«Teve mais expressão mediática o infeliz momento de pretenso humor de um ministro no parlamento, com entoações de conto infantil, do que o opróbrio com que nos cobrimos ao ser escorraçados por um Estado que se hoje existe, diplomaticamente a nós o deve. Mais: insultados por titulares de cargos políticos desse mesmo Estado que, não fora o amparo diplomático português, ainda hoje estariam a ferros numa masmorra indonésia.» (daqui)

Anúncios