«síndrome do conde de abranhos»

«O problema que destruiu Sócrates, e mais cedo ou mais tarde derrubará Costa, é a secular doença lusitana. Podemos chamar-lhe a «síndrome do Conde de Abranhos». Hoje, como tantas vezes no passado, larga percentagem da população vive de benesses públicas que a economia não pode pagar. Pensionistas, funcionários, câmaras, construtoras, subsídios, dominam a situação política, … Continuar a ler «síndrome do conde de abranhos»

Anúncios

o foguetório

«Para já tudo vai também passando no crivo de uma Comissão Europeia “assumidamente política”, mas um dia vai estoirar-nos nas mãos sob a forma de um novo colapso por falta de crescimento sustentado, como bem sublinha João César das Neves num livro acabado de publicar. Diz o povo que enquanto o pau vai e vem … Continuar a ler o foguetório

sobre o crescimento económico

«Os governos portugueses, sobretudo desde a criação da Zona Euro, em 1999, entenderam que a forma certa de promover o crescimento económico e o emprego seria sobretudo através de significativos aumentos da despesa pública. O resultado desta política foi um crescimento económico quase nulo e um pedido de resgate em 2011. Mas Portugal não é … Continuar a ler sobre o crescimento económico

um imperativo nacional

Uma reflexão de António Carrapatoso sobre a importância do crescimento económico e de como o alcançar. «Temos que colocar o Estado ao serviço de todos, “nacionalizá-lo”, não permitindo que continue cativo dos vários interesses privados e corporativos que o controlam, e assegurar uma sua melhor gestão. Temos que dignificar e regular a iniciativa privada “privatizando-a”, … Continuar a ler um imperativo nacional