grandes pinturas, por gabriel allon (1)

Gabriel Allon é uma personagem de ficção criada pelo escritor Daniel Silva e que deu origem a uma série de livros.

Gabriel era um estudante de Belas Artes quando foi recrutado pela Mossad (serviços secretos israelitas), logo após o atentado ocorrido nos Jogos Olímpicos de Munique, tendo feito parte da equipa que, ao longo de três anos, levou a cabo a missão “Ira de Deus” – assassinar 11 palestinianos (um por cada israelita morto em Munique). Ao longo da série, ficamos a saber que este personagem perdeu a capacidade para pintar mas, simultaneamente, desenvolveu aptidões ao nível do restauro de pinturas, sendo esse o seu disfarce enquanto continua a trabalhar para os serviços secretos.

É desta forma que vamos, enquanto leitores, travando conhecimento com as obras de arte e os seus criadores.

michelangelo_caravaggio_035
“Natividade com São Francisco e São Lourenço”, também conhecida por “A Adoração” (Caravaggio, 1609?)

A “Natividade com São Francisco e São Lourenço”, também conhecida por “A Adoração” é uma obra do pintor barroco Caravaggio (Milão, 1571 – Porto Ercole, 1610). Trata-se de um retábulo que se encontrava exposto no altar do Oratório de São Lourenço, em Palermo (Sicília) e que foi roubado a 19 de Outubro de 1969. A procura por este obra de arte está na génese do livro “O Assalto”.

Anúncios

livros que vou lendo (17)

espião inglês

“O Espião Inglês”, de Daniel Silva

Sinopse:

«Ela é um ícone da família real britânica, amada tanto pela beleza como pela sua atividade humanitária e detestada pelo ex-marido e pela rainha de Inglaterra, sua ex-sogra. Quando uma bomba rebenta a bordo do iate onde passa as férias, os serviços de inteligência britânicos recorrem a um estrangeiro, o lendário espião e assassino profissional Gabriel Allon, para seguir a pista do autor material do atentado. O objetivo de Gabriel recai em Eamon Quinn, perito no fabrico de explosivos e sicário ao serviço do melhor licitador. Quinn é um homem esquivo, um habitante das sombras, mas por sorte Gabriel não está sozinho no seu encalço. Conta com a ajuda do britânico Christopher Keller, um antigo militar de elite convertido em assassino profissional, conhecedor em primeira mão da eficácia mortífera de Quinn.»

livros que vou lendo (8)

daniel silva - o assalto

“O Assalto”, de Daniel Silva

Sinopse:

«O lendário restaurador de arte e espião ocasional Gabriel Allon está em Veneza a restaurar um retábulo de Veronese quando recebe uma chamada urgente da polícia italiana. Julian Isherwood, o excêntrico negociante de arte londrino, deparou com o cenário de um homicídio brutal e agora é suspeito do crime. Para salvar o amigo, Gabriel tem não só de descobrir os verdadeiros assassinos, como também encontrar a mais famosa das obras de arte desaparecidas: a Natividade com São Francisco e São Lourenço, de Caravaggio.
A sua missão levará Allon de Paris e Londres aos submundos do crime em Marselha e na Córsega e, finalmente, a um pequeno banco privado na Áustria, onde um homem perigoso guarda a fortuna suja de um cruel ditador. Ao seu lado, o espião tem uma jovem corajosa que sobreviveu a um dos piores massacres do século XX e que tem agora a possibilidade de se vingar da dinastia que lhe destruiu a família.
Um livro elegante, sofisticado e de leitura compulsiva que deixará os fãs de Gabriel Allon cativados desde as primeiras páginas.»