livros que vou lendo (5)

Historia_Secreta_da_Gestapo

“A História Secreta da Gestapo”, de Jean Dumont

Sinopse:

«Desde a sua criação em 1933 até à morte de Hitler em maio de 1945, quem residisse em território controlado pelos Nazis vivia com medo de receber uma visita da Gestapo, a polícia política do Terceiro Reich. Ninguém estava livre das atenções de uma organização brutalmente eficiente que alastrava a sua influência maligna a todos os cantos da Europa à medida que os alemães iam ocupando mais territórios. A História Secreta da Gestapo é o documento mais completo, rigoroso e ambicioso sobre a mais cruel organização da História. Sob os seus desígnios, centenas de milhares de homens e mulheres foram torturados e assassinados, e muitos outros deportados para a morte certa em campos de concentração ou experiências cruéis em consultórios de medicina perversa. Baseada nos arquivos da Gestapo e em registos de testemunhas oculares, os autores descrevem as origens e os mecanismos da organização, as suas figuras-chave, os seus métodos atrozes e como a Gestapo lidou com a segurança interna da Alemanha, incluindo as variadas tentativas de assassinar Hitler. Mergulhar nos horrores da Gestapo é perceber o contexto que levou ao conflito mais sangrento da História, a razão dos nazis enveredarem por um caminho de horror sem paralelo e, em última instância, o porquê de sofrerem uma derrota ignominiosa.»

Anúncios

livros que vou lendo (1)

ScreenShot228

“Operação Valquíria”, de Jesús Hernández

Sinopse:

«Decorre o ano de 1943. O coronel Claus Schenk von Stauffenberg acaba de ser transferido para Berlim sob as ordens do general Friedrich Olbricht, membro de um núcleo de resistência que começa a congeminar um plano para assassinar Hitler. Olbricht já conta com o apoio de cerca duzentos implicados das mais diversas esferas da sociedade alemã, inclusive nos serviços secretos e de contra-espionagem. O seu objectivo é eliminar Hitler, Goering e Himmler, neutralizar as SS e instaurar um governo provisório, cujo fim é tentar uma paz com os Aliados e acabar com a guerra. Von Stauffenberg, apesar dos seus ferimentos de guerra (perdera um olho e vários dedos da mão), quer ser ele próprio a realizar o atentado.Os conspiradores hesitam. Será ele capaz de activar a bomba? Finalmente aceitam porque percebem que a sua invalidez é o álibi perfeito. O coronel Von Stauffenberg tenta inúmeras vezes levar a cabo a sua missão, mas o momento certo nunca surge, uma vez que é raro os líderes do partido estarem todos juntos numa mesma sala. Finalmente, em 20 de Julho de 1944, a ocasião proporciona-se. Os altos comandos reúnem-seno Quartel-General de Hitler, sediado perto de Rastenburgo. Von Stauffenberg leva uma pasta com um explosivo inglês, que se activa através deum detonador silencioso. É a oportunidade perfeita. Von Sauffengerg senta-se perto do ditador e só lhe resta esperar pelo momento certo.»

Descobri o autor através deste livro e fiquei fã! Muito bem escrito, numa linguagem acessível a todos.