o que conta

«Contudo, como português, como democrata, não tenho a menor hesitação em afirmar que desapareceu alguém a quem devo muito – a quem devo imenso. Tivesse ele perdido as batalhas em que se empenhou nos primeiros anos da nossa democracia, um tempo em que de alguma forma foi o rosto de um Portugal na vanguarda – … Continuar a ler o que conta

Anúncios

livros que vou lendo (2)

"O Vermelho e o Negro", de Stendahl   «O romance da vida de Vasco Graça Moura é "O Vermelho e o Negro". Em quatro palavras: amor, morte, poder, traição. Leiam, releiam. "O Vermelho e o Negro" surgiu em 1830, quando o seu autor, Stendhal, aliás Henri Beyle, tinha 47 anos. Foi o seu segundo romance … Continuar a ler livros que vou lendo (2)

uma espécie em vias de extinção

«Curiosamente, a ascensão de Churchill à categoria de sagrado histórico acontece num mundo e numa era em que, provavelmente, ele não conseguiria fazer a política que fez. Diria mesmo mais: Churchill talvez não sobrevivesse aos tempos e aos modos da política contemporânea. Isso vai a crédito dele e a débito do mundo em que vivemos. … Continuar a ler uma espécie em vias de extinção